quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Participação em eventos e concursos

Este ano quero participar de meu primeiro concurso. Decidi! E além disso quero tentar participar de pelo menos 1 evento por mês, seja dançando, competindo ou só assistindo.

Eu já assisti a alguns concursos e mostras, mas nunca competi. Dei uma olhada nos sites e blogs de dança e vi muitas opiniões contra e a favor dos concursos, com alguns argumentos bem interessantes e outros nem tanto; também já bati um bom papo sobre isso com minha professora e com algumas amigas. Agora, depois disso tudo, decidi tentar; meu principal interesse em participar não é ganhar, mas primeiramente quero ver como eu me comporto: se consigo lidar com o nervosismo e se me sinto bem fazendo isso. Também quero receber as críticas dos jurados e aplicá-las na minha dança. Embora eu já tenho sido avaliada por alguns profissionais, nunca fiz isso em concursos, e acho que isso pode ser uma experiência interessante, porque além de apresentar tudo o que eu estudo e minha interpretação da música, tem a questão da ansiedade, que é um fator presente em quem compete. Como eu sou extremamente ansiosa pra tudo, inclusive para a dança, tenho que sentir como ela vai me afetar nessa hora e como vou lidar com ela. Se a ansiedade me dominar a ponto de eu não conseguir me divertir durante uma apresentação, é sinal de que não estou indo pelo caminho certo e que vou precisar mudar alguma coisa. Mas se eu nunca me expor a isso, nunca saberei, e prefiro mil vezes tentar e me frustrar - o que pode acontecer - do que ficar em casa dançando em frente ao meu espelho e nunca saber se teria gostado ou não. Por isso resolvi arriscar, e vou! E quem sabe se eu tomar gosto...

Também quero ver como lido com a derrota, e quem sabe, com a vitória também. Eu sou e sempre fui extremamente auto-crítica e tenho uma certa tendência a me "auto-sabotar", então quero ver como vou lidar com isso no concurso. Tenho certeza que vou ter que fazer um esforço enorme para não me comparar com os outros, e cuidar da minha dança, sem me punir demais nem me "achar". É isso mesmo, se um dia eu ganhar algum concurso, será que vou conseguir lembrar o porquê de eu estar dançando? Não gostaria de me perder na vaidade, e como ser humano que sou, sei que tenho que encontrar o equilíbrio. Quero ver se vou chorar, se vou ficar emburrada, alegrona, indiferente (não, tudo menos isso!!!). É, acho que será bom pra mim, como pessoa e bailarina, e se não for, é só não fazer de novo.

Eu conheço bailarinas profissionais e amadoras que nunca competiram e nem querem; também conheço aquelas que participam de concursos, que já perderam, ganharam, continuam competindo porque gostaram e confiam, e outras que não competem mais porque não confiam mais no processo, ou por outros motivos, mas são bailarinas que encontraram a própria dança, aprenderam a lidar com o turbilhão de emoções que envolvem um concurso, e eu quero isso pra mim. Tenho bastante medo, só de pensar na situação meu coração já dispara, imagina na hora. Aliás eu já reparei que quando me apresento, meu rendimento cai bastante em relação aos ensaios por causa do nervoso. Eu consigo curtir, mas não tanto quanto eu gostaria.

Acho que por tudo isso que eu descrevi é que quero me expor mais, tanto em concursos quanto em mostras em geral. Por isso estou montando uma agenda do ano e aos poucos vou colocando-a aqui, pra aqueles que também tiverem interesse em participar dos eventos da dança.

Em fevereiro por enquanto tenho só a apresentação da escola onde estudo, a Luxor. É uma apresentação da minha turma relativa à formatura do módulo passado (tiveram que adiar por causa minha!). Vamos dançar uma coreografia moderna.

Em março vou fazer um solo de said com bastão, na Luxor também, e vou dançar com a turma na formatura de novo. Vamos dançar uma clássica. E talvez eu participe do Festival Há da Rede Hayat, no dia 8 de março. Minha professora particular - a fofíssima e querida Rhazi Manat - talvez organize algo também, e eu posso fazer um solo, mas ainda não está confirmado.

Em abril, Mercado Persa!!! Vou dançar na mostra em grupo, participar de alguns workshops e assistir aos concursos, claro! Fora que no MP a gente sempre acaba conhecendo e encontrando uma galeeeera, bem legal.

Por enquanto parei. Já tenho alguns eventos nos outros meses que quero participar, mas depois coloco aqui.

6 comentários:

Natalia disse...

Siiiiimmm!! Ah, eu sou a favor de concursos e eventos em geral, sempre com uma boa idéia do que é que realmente está indo fazer lá. Pelo post, entendi que você refletiu bastante, mastigou o assunto e não decidiu assim, na louca. Mas sou a favor porque você aprende tanto! Nada melhor que a experiência vivida. E fora que obter os comentários de uma banca de jurados que te olharam dançar e estão ali pra dizer o que você faz de melhor e de ruim... É tudo de bom.
E também a galera, você conhece, reencontra, assiste... É muito bom.
Todo o sucesso do mundo pra você, e nos vemos no MP!!!! Estarei lá pra te assistir ^^

Beijocas.

Giovana disse...

Não gosto de concursos, pra mim ninguém dança melhor do que ninguém. Cada uma com seu corpo, com o seu ser, com a sua expressão de dança diferente da outra.

Entretanto, já que existe, acho válida a experiência. No momento, ademais a pouca experiência, eu não participaria, mas não descarto a possibilidade de um dia vir a participar de algum. Simplesmente, por experiência e conhecimento.

Beijo!

Ket disse...

\o
rata de festival. Adoro participar.
Acho que isso vem da formação de cada um. Eu, logo que entrei na dança, cai em festival. Era tentar ou nada.
tentei e me apaixonei. Não há emoção igual a palco gigante, tudo escuro,seu nome/do seu grupo sendo anunciado... e aquela banca de jurados, analizando cada erro e acerto teu. É pura adrenalina.
Às vezes penso em como teria sido se eu tivese apenas ficado nas aulas normais, sem concursos e festiva... talvez eu gostasse, vai saber!
Mas depois que experimentei... não dá pra parar. É bonito demais.
;)

bjoooos!

Naznin disse...

Oi Nat!

Valeu pela força!!! Eu refleti bastante sim, já fui contra, nunca tinha pensado em participar, mas agora quero tentar e me divertir. Se eu não conseguir relaxar aí não vai valer a pena. Mas vou tentar!

No MP não vou competir não!! Calma, vou começar por eventos pequenos, aí, se um dia eu criar coragem, vou pro Mercado. Por enquanto só danço nas mostras mesmo.

bjão

Naznin disse...

Oi Gi!

É exatamente por isso que eu penso em participar, por experiência, pra enfrentar medo de público, de ser avaliada, de tudo isso. Nem sei como vou me comportar na hora, mas espero conseguir relaxar e aproveitar o momento.

Eu já pensei como você, já fui contra e nem pensava em participar. Depois de pensar bastante e conversar por aí, decidi participar. Amanhã já não sei dizer...

bj

Naznin disse...

Oi Ket!

Comigo já foi o contrário. Minha escola não participa de outros eventos que não seja os dela, então eu nunca tinha pensado em participar e era até contra. Mas depois fui assistindo e vi que muitos concursos são bem tranquilos. Isso se a bailarina consegue controlar os nervos - e eu não sei se consigo controlar os meus, rsrs...vai ser um teste!

Participar em grupo também deve ser bem legal, mas eu mal consigo juntar umas meninas pra dançar na mostra, imagina pra competir! Desencanei...por isso vou competir sozinha, mas bem que eu preferia começar competindo em grupo :(

bj